Estilo Industrial

Se tem um estilo de decoração que chegou para ficar foi o Estilo Industrial! Cada vez mais presente marcando originalidade em cada ambiente.

Começou a surgir entre as décadas de 50 e 70 visando a necessidade de espaços maiores, e em que as fábricas são levadas para fora das cidades, deixando edifícios e galpões vazios.

Em função do baixo custo e pelo seu interior ser bem iluminado naturalmente, por conta das grandes janelas em suas fachadas, artistas utilizaram estes espaços.

Designers e revistas deixam o glamour priorizar os espaços, conhecidos agora como lofts, impulsionando o gosto pelo estilo.

Somado aos conceitos abertos com ambientes integrados, recuperação dos materiais e do espaço, manteve os tijolos, tubulações, lâmpadas, fiação, e artigos em ferro à mostra, o que resulta na marca de sua estética rústica, e aprimora-se a definição entre rusticidade e modernidade.

A paleta de cores permanece em preto, cinza e branco. Cores vibrantes se destacam apenas na decoração e  em alguns móveis quebrando a seriedade.

O estilo vindo de NY, que é muito ligada à arte explora também os grafites, grandes quadros e objetos históricos.

No Brasil, esse estilo começou a ser disseminados através do cinema. Um exemplo clássico é o filme Ghost (1990), Sam e Molly (que era artista) viviam em um típico loft nova iorquino.

Ao contrário dos americanos, escolhemos este estilo por gosto próprio, não por necessidade e foi ganhando força através dos pequenos kitnets, por trazerem inspiração para ambientes integrados.

Antes das moradias ganhou visibilidade em ambientes comerciais, principalmente em restaurantes e cafés que ficaram com um toque urbano em seus interiores.  Mesclando elementos de outros estilos e mostrando personalidade.

FattoriaDesign, EntendaAntes, Revista Casa e Jardim, Lugar Certo, Gazeta do Povo, Essência, Atex, A Sua Obra, Laguna

Compartilhe:

Galeria de Imagens