CSS Light Web Gallery

Blog

Como passar roupas de modo mais fácil

Para muitas pessoas, passar roupas é uma das tarefas mais difíceis de realizar na vida doméstica – geralmente por falta de prática, tempo ou equipamentos eficientes. Conheça algumas dicas fáceis de como passar roupas com ferro e torne essa atividade menos maçante:

Lavar, estender e secar roupas

O processo inicia na fase de lavar as roupas. A primeira orientação é básica: não sobrecarregue a máquina de lavar roupas com peças acima do nível de água indicado. Além de colocar o motor do eletrodoméstico em risco, os tecidos ficam bastante torcidos e, consequentemente, mais difíceis de passar.

Se mesmo assim as roupas ficarem muito amassadas ao final da lavagem, um truque simples é sacudir um pouco as peças antes de pendurá-las no varal no na secadora – funciona bem com itens feitos de algodão, especialmente blusas e vestidos.

Camisas sociais e camisetas mais estruturadas podem ser penduradas individualmente em cabides, assim o ar circula melhor pelas peças – fazendo com que elas sequem em menos tempo. Como o tecido fica mais esticado, as rugas também diminuem, simplificando o processo de passar (em alguns casos, o ferro nem será necessário).

Lençóis, calças jeans e outras vestimentas que amassam facilmente devem ser penduradas pelas pontas e nunca dobradas, porque além de dificultar a secagem, as peças ficam marcadas.

Um procedimento importante é recolher as roupas do varal assim que elas estiverem secas, amenizando possíveis dobras. Em seguida, separe os itens que precisam ser passados a ferro dos que já podem ser guardados.

Como passar roupas com ferro

Agora que você já conhece alguns truques simples e valiosos de lavagem e secagem, confira as principais dicas para secar roupas com ferro unindo praticidade e eficiência.

Organize em grupos os itens que exigem as mesmas configurações do ferro de passar, desse modo você não desperdiça tempo ajustando a temperatura do aparelho várias vezes.

Peças feitas de tecidos mais pesados, como jeans e sarja, podem ser retiradas do varal com um pouquinho de umidade, ou seja, quase secas (mas não podem estar molhadas). Essa técnica é interessante porque ajuda o ferro a deslizar mais facilmente sobre o tecido, tirando amassados mais resistentes.

Temperatura baixa é ideal para tecidos sintéticos (poliéster, nylon e acrílico); temperatura média funciona bem com misturados (algodão, lã mista e polialgodão); já temperatura alta é ótima para materiais delicados (linho e 100% algodão).

Sempre bom lembrar que investir em uma boa tábua de passar e acessórios de apoio é essencial para organizar essa tarefa. Os instrumentos devem garantir segurança, usabilidade e praticidade. Para isso, além da tábua lembre-se de incluir tulha (para guardar roupas); coluna organizadora (para armazenar produtos de limpeza) e alguns acessórios (suportes para pendurar cabides e peças delicadas).

Dicas finais

* Para a tarefa ser menos cansativa, coloque uma trilha sonora agradável.

* Sempre consulte as instruções que constam na etiqueta de roupas, lençóis e toalhas.

*Quando terminar de passar as peças, guarde-as de modo que o tecido conserve a forma ‘esticada’, assim não precisará repetir o processo antes de utilizar.

*Evite ligar o ferro de passar com muita frequência, pois esse eletrodoméstico consome bastante energia elétrica. A solução, portanto, é juntar várias peças para passar em uma ou duas vezes na semana.

Conhece alguém que precisa de dicas para passar roupas? Então compartilhe esse conteúdo e ajude seu amigo!

Compartilhe:

Galeria de Imagens