CSS Light Web Gallery

Blog

Closet ou guarda-roupa: qual a melhor opção?

Cantinho de descanso e intimidade, o dormitório é um cômodo que clama por conforto, organização e decoração agradável aos olhos. Na hora de projetar o ambiente, surge uma dúvida bastante comum: optar por closet ou guarda-roupa?

Saiba que para responder essa questão é preciso avaliar a área disponível no quarto, seu orçamento, a necessidade de espaço para armazenar itens e o estilo que quer empregar no layout. Para auxiliá-lo, reunimos informações sobre os dois tipos de móveis e qual o melhor modo de simplificar seu dia a dia. Acompanhe:

Quando escolher um closet

Filmes, novelas e programas de televisão constantemente nos mostram closets amplos, mas saiba que não é preciso uma grande área para realizar seu sonho de construir o closet, pois existem inúmeras possibilidades de projetos para espaços compactos. É claro que vale o bom senso (se o dormitório é realmente muito pequeno e outros móveis exigem espaço para circulação, instalar um closet será pouco ou nada funcional).

Desse modo, consulte um arquiteto para avaliar o imóvel e analisar a viabilidade de construir um closet ou optar por outras soluções, como guarda-roupa, prateleiras e araras. Já sabe que será possível construir um closet? Então conheça suas principais características:

*Privacidade – escolher o look do dia em um espaço reservado.

*Personalização – cada cantinho pode ser aproveitado e customizado conforme seu estilo e sua necessidade por espaço (ótima solução para quem tem muitos calçados e acessórios).

*Organização – calças, vestidos, roupas íntimas, sapatos, joias, bolsas, enfim, todos os itens categorizados e armazenados em setores específicos.

*Espaço – se o closet não tiver espaço suficiente para você guardar os pertences previstos confortavelmente, não é closet e sim um armário mal projetado. A essência desse “móvel-cômodo” é ser um ambiente no qual você possa entrar para encontrar os pertences com facilidade, além de armazenar as peças adequadamente.

*Estilo – de madeira, metal, concreto ou vidro, o modelo certo é aquele que corresponde às suas necessidades com usabilidade e estilo.

*Desvantagens – por conta da personalização, o preço do closet é geralmente superior a um guarda-roupa tradicional. Além disso, é fixo, ou seja, não pode ser trocado de lugar.

Como escolher um guarda-roupa

O móvel mais utilizado para armazenar vestimentas é o guarda-roupas/roupeiro. Curinga, esse armário pode armazenar os itens tão bem quanto um closet – desde que bem projetado, visando atender necessidades como ventilação, iluminação e disposição das peças.

Com prateleiras, cabides e gavetas, o guarda-roupa também pode ser personalizado conforme seu estilo. Existem diversas opções de materiais, cores, acabamentos e acessórios para simplificar o dia a dia das pessoas com eficiência.

Prefira guarda-roupas se o seu dormitório tem espaço muito limitado, se o orçamento é pequeno ou se prefere ter uma área extra no quarto para manter um pequeno escritório, por exemplo. A grande vantagem é poder reposicionar o móvel dentro do quarto – desde que ele não seja parcialmente fixado à parede ou ao piso.

Closets e guarda-roupas mais funcionais

Tanto quem opta por closet quanto quem prefere guarda-roupa pode potencializar a funcionalidade dos móveis com acessórios aramados. Praticidade, organização e estética são apenas algumas das vantagens dessas soluções. Recursos como prateleira porta-bolsas, sapateira, calceiros, suporte para cabides e gavetas organizadoras são perfeitos para quem gosta de tudo no seu devido lugar.

Compartilhe esse conteúdo com seus amigos e leve essas informações até outras pessoas!

Compartilhe:

Galeria de Imagens